Em 1968, Yogi Bhajan veio para o Ocidente para ensinar a tecnologia do Kundalini Yoga àqueles que o escutassem. Aqueles que despertariam com o propósito de contrastar a inconsciência que estava presente na Terra naquele momento da história. Era 1968 quando chegou e em Janeiro de 1971 fez sua primeira viagem de regresso à Índia, 84 estudantes foram com ele neste yatra (viagem espiritual). Ao chegar na Índia, já havia enviado uma grande quantidade de dinheiro adiantado para fazer os preparativos. Um dos companheiros de Yogi Bhajan o traiu e fugiu com todo este capital. Todo o dinheiro. Não havia forma de recuperá-lo. Não havia maneira de modificar isso nas três dimensões. Assim, Yogi Bhajan entrou em profunda meditação.

Neste estado meditativo, Guru Ram Das pessoalmente presenteou Yogi Bhajan com o mantra Guru, Guru, Wahe Guru, Guru, Ram Das, Guru. Quando Yogi Bhajan regressou da Índia para os Estados Unidos, ensinou este kriya, que tem três movimentos:
• O primeiro movimento permite absorver a Graça de Guru Ram Das.
• O segundo movimento abre sua coluna vertebral para permitir que a Graça se eleve através do seu sistema.
• O terceiro movimento permite te conduzir além e absorver os presentes do Universo.

No 2º Holi Festival do Butantã a condução deste Kriya será realizada pela Solange Naad Avtar. Não se trata propriamente de uma dança, mas tem movimentos e um propósito interessante.

Compartilhe: